Gastro

Horário Funcionamento:
de segunda à sexta das 08h às 21:30h,
e sábado das 8h às 18h

O QUE É A GASTROENTEROLOGIA FUNCIONAL?

Você já ouviu dizer que a saúde começa no intestino? Pois é, a sabedoria milenar da medicina chinesa já compreendia isso milhares de anos atrás. A nossa medicina e ciência ocidental, só veio comprovar a importância da saúde intestinal para nosso bem-estar geral nos últimos 20 anos e especialmente na última década.

Com isso, nasceu a chamada gastroenterologia funcional, que tem como base resgatar e manter o funcionamento ideal do sistema digestivo.

E por que é tão importante que todos os órgãos do sistema digestivo estejam funcionando adequadamente?
Bem, é a partir desses órgãos que todos os nossos nutrientes entram, são digeridos, absorvidos e distribuídos para todas as partes do nosso corpo, e também por onde a maioria dos produtos tóxicos ou indesejados são eliminados.

É a partir das atividades do sistema digestivo que tudo acontece no nosso corpo, pois sem nutrientes não há funcionamento pleno dos outros sistemas. Se o sistema digestivo não torna os nutrientes viáveis para serem absorvidos e transportados, não há como viver.

Você sabia que é possível emagrecer comendo bem?
Cerca de 30% do metabolismo basal é gasto no processo digestivo. Entende-se por metabolismo basal a quantidade de calorias que o corpo necessita, em 24 horas, para manter-se nutrido e com funcionamento adequado de todos os órgãos e sistemas. Daí podemos concluir que se não fosse um processo tão importante, nosso corpo não gastaria tanta energia com isso, não é mesmo? E como a digestão representa esse elevado gasto de energia para o seu corpo, dependendo do tipo de alimento que você come (rico em fibras e pobre em refinados), você literalmente vai emagrecer comendo!

Quais órgãos formam o seu sistema digestivo?
O termo “gastro” vem do grego e significa estômago e “entero” quer dizer intestino. A gastroenterologia estuda o funcionamento de todo o aparelho digestivo que é formado pela boca, faringe, esôfago, estômago, duodeno, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus. Fazem parte também desse sistema, as glândulas salivares, fígado, pâncreas e a vesícula biliar.

Você sabia que existem 10 vezes mais bactérias em seu intestino do que células humanas em todo o seu corpo?
Há alguns anos tem se falado muito nesses bichinhos invisíveis, a microbiota intestinal. O termo microbiota intestinal refere-se à população de microorganismos como bactérias, vírus e fungos, que habitam o interior de todos os órgãos digestivos e têm como funções manter a integridade da mucosa e controlar a proliferação de bactérias consideradas perigosas para nossa saúde. Estima-se que a nossa microbiota seja formada por centenas de trilhões de microrganismos, com pelo menos 100 espécies diferentes de bactérias conhecidas, acumulando assim, milhões de genes bacterianos em seus intestinos, cerca de 150 vezes mais do que genes humanos. Não à toa, a soma desses seres invisíveis chegam a pesar de 1,5 a 2 kilos!

Todos esses microrganismos juntos, vivendo em equilíbrio, funcionam como um órgão virtual (invisível) que tem a capacidade de produzir inúmeras substâncias benéficas para nossa saúde, inclusive vitaminas, além de processar substâncias para eliminação de toxinas, sendo compatível com o poder de metabolização do fígado.

Cada um de nós tem sua própria microbiota, como se fosse nossa segunda impressão digital. Mesmo gêmeos idênticos tem microbiotas diferentes. No entanto, o sistema digestivo não é simplesmente microbiota.

em uma quadra de tênis dentro da sua barriga!
Chegam no intestino delgado cerca de oito a nove litros de secreções digestivas por dia e a área de absorção desse intestino é de cerca de 250 metros quadrados, o equivalente a uma quadra de tênis.

O sistema digestivo funciona também como uma área de fronteira entre o meio interno e o meio externo, sendo extremamente importante, inclusive como proteção contra substâncias ou agentes indesejados.

O processo de digestão dos alimentos é extremamente complexo, ocorrem inúmeras reações químicas em cadeia onde uma etapa depende da outra, ou seja, se um dos processos não for perfeitamente executado, isso vai impactar nas outras etapas da digestão.

Uma causa frequente de Gases, Distensão abdominal e Mau hálito:
Se o alimento não for devidamente mastigado ou triturado na boca, ele chegará em pedaços grandes no estômago, o que irá exigir mais deste órgão, tornando a digestão mais lenta, o que também vai propiciar o aumento da formação de gases e distensão abdominal, devido maior tempo de fermentação do alimento no intestino. Quantas consequências só porque a pessoa estava com pressa e não mastigou adequadamente a comida!

Por que o seu Intestino funciona como um segundo Cérebro?
Além de toda a importância do sistema digestivo para uma excelente nutrição, o trato gastrointestinal também é considerado o maior órgão endócrino do nosso corpo pois ele, juntamente com a microbiota, libera mais de 20 tipos diferentes de hormônios, neurotransmissores e até vitaminas que regulam e influenciam inúmeras funções dentro e fora do trato intestinal. Junto com a produção de 90% do neurotransmissor da alegria e bem-estar, chamado serotonina, o intestino possui uma comunicação direta com o sistema nervoso central, e depois do cérebro ele é o órgão que apresenta maior rede de comunicação entre neurônios. Isso significa, que existe uma influência direta do intestino no funcionamento do seu cérebro e na regulação do seu humor. Existem casos, inclusive de depressão, por prisão de ventre ou mal funcionamento do intestino.

Quais são as Doenças mais frequentes do Sistema Digestivo?
O profissional especialista em gastroenterologia está apto para prevenir, diagnosticar e tratar todos os problemas relacionados com o trato digestivo como:
1. Constipação intestinal (prisão de ventre),
2. Gastrites,
3. Úlceras no estômago ou duodeno,
4. Doença do refluxo gastroesofágico,
5. Síndromes de má digestão,
6. Síndrome do intestino irritável,
7. Doenças inflamatórias intestinais,
8. Doença celíaca,
9. Intolerâncias alimentares (intolerância à lactose ou ao glúten por exemplo)
10. Diarreias,
11. Parasitoses intestinais,
12. Síndromes de má absorção,
13. Esteatose hepática,
14. Hepatites e
15. Pancreatites.

Qual o Melhor Caminho para Cuidar do seu Sistema Digestivo?
Lembre-se que é muito melhor prevenir do que remediar. A prevenção sempre será a melhor opção, pois o melhor tratamento é não precisar de tratamento.
Se você não cuidar da sua digestão, da microbiota e do seu hábito intestinal, não será possível gozar da saúde que você merece!

Eu dedico minha vida a estudar sobre saúde intestinal e a cuidar de pessoas que sofrem com os problemas acima, ou que simplesmente, não querem sofrer e desejam agir preventivamente, para viver com mais energia, saúde, amor e felicidade!

Conte sempre comigo e considerando que o melhor momento para cuidar da sua saúde é agora, Clique no Botão Abaixo e Agende sua Consulta.

A gente se vê em breve,

Dra Yael Albuquerque
CRM: 98.475

 


Especialista em Gastroenterologia Clínica pelo Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo (RQE 77880)
Especialista em Endoscopia Digestiva pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de São Paulo HC FMUSP (RQE 74523)
Pós graduação em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN)
Formação em Modulação Intestinal e Gastroenterologia Funcional.

Meu propósito é orientá-lo a conquistar uma saúde intestinal adequada e com isso ter mais qualidade de vida de uma forma simples e prazerosa.

Agende com a Dra Yael Albuquerque preenchendo o formulário ou entrando em contato por:
 (11) 5579-9090
 (11) 93014-0007
 contato@espacodescomplicado.com